Hamilton se manifesta sobre morte de João Alberto

Hamilton se manifesta sobre morte de João Alberto

Uma das maiores vozes contra o racismo, o piloto Lewis Hamilton, da Mercedes, lamentou a morte de João Alberto, de 40 anos, espancado até a morte por dois seguranças de loja do Carrefour em Porto Alegre na noite de sexta-feira, 19. Eles foram presos e vão responder por homicídio. Um deles é da Brigada Militar do Rio Grande do Sul. Uma onda de manifestações tem ocorrido desde então em todo o país.

‘Devastado por ouvir essa notícia. Outra vida negra perdida. Isso continua acontecendo e vamos lutar para que acabe. Enviando todos os meus pensamento e orações para o Brasil. Descanse em paz João Alberto Silveira Freitas’;

O piloto de F1 já apoia o movimento mundial ‘Black Lives Matter’.