Psicóloga encontrada morta vivia há 15 anos no Sul de Minas

A mãe da psicóloga Maria Ferreira dos Santos, de 37 anos, encontrada morta e amarrada no porta-mala do próprio carro no domingo, 22, em Pouso Alegre, no Sul de Minas, revelou em entrevista ao G1, que a filha tinha mudado há 15 anos para o Estado. ‘Minha filha tinha se mudado havia cerca de 15 anos para Minas com ele. Eles não se casaram, mas viviam juntos. Antes os dois moravam em Bauru (SP) e se mudaram por conta de oportunidades de trabalho’, afirmou a aposentada Luiza Matias, de 62 anos.

O celular do companheiro, que acionou a Polícia, está sendo periciado.

Ele afirma que a vítima ligou para ele dizendo que faria um passeio de bicicleta na tarde de sábado e não deu mais notícias. A psicóloga estava com roupa de ciclista, e amarrada, quando foi encontrada dentro do porta-mala. Na casa que vivia com o companheiro não havia sinais de arrombamento.