Previdência: outros pagamentos também são reajustados

Previdência: outros pagamentos também são reajustados

Benefícios como auxílio-reclusão, a dependentes e serigueiros, por exemplo, também foram reajustados pelo Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS).

A pensão especial destinada às vítimas da síndrome da talidomida começou a receber neste mês o valor de R$ 1.175,58.

Destinado a pessoas com deficiência em situação de extrema pobreza e também idosos, o Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social subiu para R$ 1.039, assim como a renda mental vitalícia e pensões especiais para dependentes das vítimas de hemodiálise de Caruaru (PE).

Seringueiros e dependentes passa a receber R$ 2.078.

Auxílio-reclusão tem teto de R$ 1.425,56

O auxílio-reclusão pago a dependentes de segurados do INSS que estão em regime fechado passa a ter como teto o valor de R$ 1.425,56.

A chamada cota do salário-família será de R$ 48,62 para que tem rendimento até R$ 1.425,56.

Daniel Polcaro

Jornalista e editor dos sites Da Redação e Cura Plena. Escritor do 'Museu da Notícia' e 'Quer um conselho?'.