O recuo de Bolsonaro em negar Covid: Anvisa ‘não pode sofrer pressão’

Após o líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (Progressistas), ameaçar ‘enquadrar’ a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pelo tempo de aprovação de medidas contra a pandemia, o presidente Jair Bolsonaro defendeu o diretor-presidente do órgão, Antônio Barros Torres. ‘A agência não pode sofrer pressão de quem quer que seja. Eu não interfiro em agência nenhuma. Ninguém vai me representar na Anvisa porque lá mexe com vidas. Não é coisa que deu errado e você conserta na frente’, afirmou.

Torres diz que procedimentos não podem ser simplificados por questão de segurança.

‘Eu diria que o limite é o da segurança, da qualidade, da eficácia. Podemos reduzir uma série de procedimentos regulatórios, torná-los mais enxutos, mais ágeis, mas nunca abrindo mão da segurança’.