O que se sabe da variante Mu, encontrada em Minas Gerais

A variante B.1.621, também chamada de Mu, identificada na Colômbia e Equador, é considerada mais resistente às vacinas disponíveis contra a Covid-19. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a cepa tem provocado surtos esporádicos não apenas na América do Sul, mas também na Europa. Na Colômbia, essa variante já é responsável por 39% dos casos.

Especialistas afirmam que a variante Mu é resultado de uma série de mutações, por isso tem potencial maior de ser resistente às vacinas que já estão sendo aplicadas. Minas Gerais confirmou cinco primeiros casos, no Vale do Rio Doce.

‘A variante Mu tem uma constelação de mutações que indicam propriedades potenciais de escape imunológico. Dados preliminares apresentados ao Grupo de Trabalho de Evolução do Vírus mostram uma redução na capacidade de neutralização de soros de convalescentes e de vacinados semelhante à observada para a variante Beta, mas isso precisa ser confirmado por estudos adicionais’, aponta relatório da Organização Mundial da Saúde.