Estados Unidos também vive falta de profissionais e lotação de hospitais

Não é só o Brasil: os Estados Unidos também vive falta de profissionais na linha de frente da pandemia e hospitais estão próximos do limite. Pelo menos dois em cada cinco americanos (40% da população) moram em regiões em que só há 15% dos leitos disponíveis, informa o Estadão, com base em números da Associated Press. ‘Você não consegue cuidar de todos ao mesmo tempo para sempre. Simplesmente não é possível’, afirma o presidente da Houston Methodist, Marc Boom.

São mais de 80 mil pacientes em todo o país que estão hospitalizados se tratando do Coronavírus.

Neste domingo, a marca de 25 milhões de contaminados foi atingida.