Com 43 anos de uso e problemas de segurança, elevador é trocado na Prefeitura de Ipatinga

Após 43 anos de uso e com problemas técnicos, elevador é substituído na Prefeitura de Ipatinga

Após 43 anos de uso e com problemas técnicos, elevador é substituído na Prefeitura de Ipatinga

Após 43 anos de uso e já apresentando problemas de segurança há algum tempo, um dos elevadores da Prefeitura de Ipatinga foi substituído. A liberação do novo equipamento aos usuários aconteceu nesta terça-feira (8), significando um alento principalmente para pessoas com dificuldade de locomoção como cadeirantes, idosos e pessoas com mobilidade reduzida que procuram os serviços no prédio público. 

Os dois elevadores originais da Prefeitura de Ipatinga são utilizados desde a inauguração do prédio, que ocorreu em 29 de janeiro de 1977. Com uma série de desgastes provocados pelo uso contínuo ao longo do tempo, os equipamentos passaram por inúmeras manutenções. Nos últimos anos, chegaram a ser interditados em diversas ocasiões. O equipamento liberado nesta terça-feira ficará em fase de teste por cinco dias. Na próxima semana, a empresa que executa o serviço já deverá providenciar a troca do outro equipamento.

Substituição

A substituição dos dois elevadores é viabilizada por meio de recursos captados em financiamento junto ao Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG). A capacidade de transporte das novas cabines é de até dez pessoas ou o peso máximo de 750 quilos. Elas dispõem de sistema de ventilação, iluminação de led, sistema de voz e sinal sonoro.

Max Fernando de Paula, supervisor técnico de montagem da empresa responsável pela troca dos elevadores, explica que o novo equipamento dispõe de sistema de resgate automático, em caso de interrupção da energia elétrica, e um mecanismo de bombeiro. “Além disso, ele traz economia de energia, entrando em modo de espera após dois minutos parado no andar, com desligamento do ventilador e luz para que não haja consumo desnecessário”, explica.

A previsão é que em 50 dias os dois elevadores já estejam em pleno funcionamento, dispondo de sistema duplex, ou seja, mesmo que o usuário acione os dois botões de pavimento, apenas um dos equipamentos – o mais favorável – atenderá o chamado. Este sistema também economiza energia elétrica e evita o desgaste desnecessário dos elevadores.

“Nunca os dois elevadores irão parar em uma mesma chamada. Antigamente isso acontecia muito. O usuário chamava, e os dois equipamentos respondiam. Mas apenas um era utilizado e o outro atendia, mas não era usado. Neste sistema inteligente, os dois irão trabalhar comunicando entre si”, detalhou o técnico.