Connect with us

Política

Zema ameaça até demitir servidores que fazem paralisação

Published

on

Em entrevista ao jornal O GLOBO, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo) diz que age dentro da legalidade para não conceder reajuste defendido por categorias em greve atualmente no Estado – servidores da Segurança Pública, Educação e Saúde – e que pode cortar ponto e até demitir quem está de braços cruzados. ‘Tenho agido dentro da legalidade e, por isso, é importante que os servidores saibam que quem fizer o que é ilegal vai responder com rigor por isto. Quem fechar estradas ou impedir outros profissionais de trabalhar por se sentir insatisfeito com os reajustes propostos, por exemplo, será tratado com máximo rigor pela advocacia do estado. Será processado, terá seu ponto cortado, e isto pode levar até a demissões’.

Novo protesto das forças de segurança está marcado para a próxima segunda-feira, 21, na MG-010, em frente à Cidade Administrativa.

‘Existem direitos e deveres. A lei não vai servir apenas como enfeite. Serve para todas as categorias que negociam neste momento. Você pode não concordar com todos os termos de uma negociação, mas isto não dá o direito de infringir a lei’.

Jornalista e editor dos sites Da Redação, Front Pages News e Cura Plena. Escritor do 'Museu da Notícia' e 'Quer um conselho?'.

Continuar Leitura
Advertisement
Advertisement

Mais vistas