Varrição automatizada inicia em Itabira com a promessa de limpeza de 1,5 mil km por mês

Varrição automatizada inicia em Itabira com a promessa de limpeza de 1,5 mil km por mês

A Empresa de Desenvolvimento de Itabira (Itaurb) implantará ainda este mês a varrição mecanizada em diversas ruas da cidade. O equipamento será utilizado à noite e varrerá 1,5 mil quilômetros (km) por mês.

O serviço atuará como apoio para os agentes de limpeza urbana, contribuindo também  com o setor de capina da Itaurb. “Com a proibição da capina química pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), a produtividade caiu e não conseguimos atender toda a cidade, fechando o ciclo de capina necessário. A gerência de Limpeza Urbana tentou, sem sucesso, utilizar a capina elétrica, mas não resolveu. Por isso, decidimos adotar a tecnologia”, explicou Sérgio do Amaral, diretor-presidente da empresa pública.

Portanto, segundo ele, além da melhoria na produtividade, qualidade e eficiência da varrição, “teremos aumento na produtividade da capina, uma vez que a mão de obra economizada na varrição, em função do uso da tecnologia, será realocada para a capina”, acrescentou o diretor-presidente. 

O custo estimado do equipamento é de R$ 35,94 por km varrido, chegando a R$ 53.910 no mês, ou seja, a empresa investirá R$ 640.920 por ano. “Do ponto de vista econômico, obteremos um ganho estimado de R$ 62,51 por quilômetro, que seriam R$ 93.765 mensais, totalizando R$ 1.125.180 por ano. Redução do custo de 14% comparado à mão de obra poupada”, finalizou Sérgio do Amaral.

Segurança no trabalho

Com o tema “Quanto vale a sua vida?”, a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes  (Cipa) da Empresa de Desenvolvimento de Itabira (Itaurb) iniciou hoje (21), a 24ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho (Sipat).

Serão palestras e oficinas até sexta-feira (25), em todas as gerências da empresa – limpeza urbana, triagem, obras, transporte, compras e administrativo –, abordando temas como empoderamento, empreendedorismo, segurança do trabalho e qualidade de vida. Além de empresários itabiranos, os palestrantes são profissionais do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Centro de Referência de Assistência Social (Cras), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Vale.