Uberaba terá 125 câmeras capazes de realizar até a leitura de placas de veículos

A Prefeitura Municipal de Uberaba, por meio da Companhia de Desenvolvimento de Informática de Uberaba (Codiub), assinou nesta quinta-feira (29) o contrato para a implantação do Programa Cidade Vigiada. O sistema será composto por 125 câmeras de segurança com tecnologia LPR embarcada, que permite a leitura de placas de veículos. Com investimento de R$ 2 milhões da Codiub, o sistema é integrado ao sistema da Polícia Militar, o que permite a identificação automática de veículos roubados, e será uma ferramenta para todos os órgãos de segurança.

A solenidade de assinatura da Ordem de Serviço contou com a presença do vice-prefeito João Gilberto Ripposati, do presidente da Codiub Denis Silva e do secretário de Defesa Social, Wellington Cardoso, que receberam autoridades das forças de segurança, secretários municipais, vereadores, entidades de classe e demais autoridades do Município.

O prefeito Paulo Piau avalia que o projeto é significativo e terá reflexos importantes na segurança pública de Uberaba. “O Brasil tem uma deficiência enorme de contingentes, desde nas polícias até na insuficiência de presídios e profissionais do sistema judiciário. E nós não temos apenas que reclamar, mas sim buscar soluções. E hoje inteligência e tecnologia é o caminho para enfrentar a violência. O que Uberaba está fazendo hoje é o início de uma tarefa. Vamos identificar veículos e queremos no futuro ter até a identificação facial, isso vai facilitar muito o trabalho da Polícia Militar, as investigações da Polícia Civil e Ministério Público. O sistema vai estar disponível para todo o sistema de segurança pública. Uberaba, portanto, dá um passo muito importante com um trabalho excepcional”, destaca o prefeito.

De acordo com o presidente da Codiub, jornalista Denis Silva, a partir da Ordem de Serviço a instalação dos equipamentos já deve começar na próxima semana. “Teremos infraestruturas a fazer com relação à Internet e energia, e em alguns pontos onde não há eletricidade vamos instalar placas solares. Esperamos que até dezembro inauguremos o sistema e a central de controle. O que a Codiub está oferecendo é uma ferramenta e quem vai operar são as forças de segurança. Estamos dotando Uberaba de equipamentos tecnológicos de última ponta, com tecnologia ainda não vista no Brasil em relação aos analíticos forenses para que a comunidade se sinta mais segura”.

Tecnologia – Denis explica que o programa Cidade Vigiada, projeto que vem sendo desenvolvido há dois anos, criará um cinturão tecnológico para principalmente identificar veículos roubados, um crime que leva a outros crimes. “A ideia é fechar todas as entradas da cidade e ter uma Central de Monitoramento e Controle onde sinais serão emitidos. Caso haja um crime em ocorrência, por exemplo, podemos identificar características e isolar – só carros vermelhos, só alguém de mochila, só bicicletas ou só quem fez uma conversão errada em determinado horário e local”.

Outro ponto importante é que a tecnologia poderá ser adquirida pelas prefeituras da região. “A Codiub é uma companhia, portanto estamos fazendo de Uberaba nossa vitrine para que a região também se torne uma região vigiada”, disse.

Para o comandante do 67º Batalhão, Tenente Coronel Breno de Sousa, Uberaba dá grande passo com o sistema Cidade Vigiada. “Com este recurso poderemos otimizar os recursos humanos e logísticos e fortalecer cada vez mais a segurança pública de Uberaba. As câmeras vão possibilitar um trabalho com novas estratégias no combate à violência. Vamos fazer um estudo detalhado do posicionamento dessas câmeras de acordo com os mapas de incidência criminal da Polícia Militar”.