Timóteo: armazenamento por falta de água contribui para risco de surto de Dengue e Zika

Timóteo: armazenamento por falta de água contribui para risco de surto de Dengue e Zika

O problema da falta de água em alguns bairros de Timóteo tem obrigado a população a armazenar de forma inadequada a água em recipientes como barris, tonéis, tambores e até caixas dágua no chão.

A Prefeitura de Timóteo, por meio da Secretaria de Saúde e Qualidade de Vida, concluiu nesta segunda-feira (21/10) o resultado do Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), realizado de 15 a 17 de outubro.

De acordo com o Departamento de Zoonoses, o resultado da última pesquisa apontou índice de infestação predial de 4,3%, considerado risco de surto para doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti (Dengue, Chikungunya, Zika).

De acordo com o coordenador da Zoonoses, Carlos Alberto Santos, o resultado repetiu o índice da penúltima pesquisa realizada no município. “Atribuímos o mesmo resultado ao problema de falta de água em alguns bairros do município, o que leva a população a armazenar água de forma inadequada em recipientes no solo como: barris, tonéis, tambores e até caixas dágua no chão. O maior problema é a falta de cuidado em tampar adequadamente os recipientes, permitindo que o mosquito deposite os ovos e venha a fechar o seu ciclo reprodutivo. Isso aumenta consideravelmente a quantidade de insetos, o que põe em risco toda a população”, explica Santos. 

A Secretaria de Saúde verificou ainda que houve um aumento de 25,9% dos focos localizados nestes tipos de recipientes em relação à última pesquisa. O tempo seco aumentou também o número de focos encontrados em ralos na área externa e interna dos domicílios, o que mostrou 29% a mais do que o último índice.

Os bairros com maiores índices de infestação são: Arataquinha (40%), Bandeirantes (20%), Centro Sul (12,5%), Ana Moura (10,9%), Santa Cecília (10%) e Petrópolis (9%). Foram pesquisados 979 domicílios, o que representa 20% do total de domicílios do município.

Para denúncias ou mais informações, contato pelo (31) 3847-7612, departamento de Zoonoses da Secretaria de Saúde e Qualidade de Vida de Timóteo.