STF diz que pedido de Bolsonaro está à margem da democracia

Em nota de repúdio ao pedido do presidente Jair Bolsonaro de impeachment do ministro Alexandre de Morais, o Supremo Tribunal Federal (STF) afirma que ‘O Estado Democrático de Direito não tolera que um magistrado seja acusado por suas decisões, uma vez que devem ser questionadas nas vias recursais próprias, obedecido o devido processo legal’. O texto mostra sintonia dos membros da corte quando escalada pública de Bolsonaro contra o STF, inclusive chamando Luis Roberto Barroso de ‘filho da puta’.

Bolsonaro é alvo de dois inquéritos aprovados pelo STF: investigação administrativa na Justiça Eleitoral por notícias falsas e distorções de realidade, além da divulgação de documentos sigilosos produzidos pela Polícia Federal.

O presidente promete pedir o pedido de impeachment, desta vez de Barroso, nos próximos dias.