Sérgio Reis e Otoni de Paula na mira da PF: 29 endereços vasculhados

O ex-deputado federal e cantor Sérgio Reis, que convocou greve de caminhoneiros nas 72 horas que antecedem o feriado de 7 de setembro, é alvo de operação da Polícia Federal na manhã desta sexta-feira, 20. Ao todo, 13 mandados em 29 endereços, também ligados ao deputado bolsonarista Otoni de Paula (PSC-RJ), foram autorizados pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), para apurar incitação a atos violentos e que ameaçam a democracia.

O presidente Jair Bolsonaro promete pedir impeachment de Moraes ainda nesta sexta-feira.

O deputado diz que não deve nada a ninguém. Sérgio Reis ainda não se manifestou.