Reunião de Mourão deixa Bolsonaro em alerta com ameaça de impeachment

No mesmo dia do desfile de tanques em Brasília, na última terça-feira, 10, o vice-presidente Hamilton Mourão (PSL) se encontrou com o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luis Roberto Barroso, o que acendeu alerta em Jair Bolsonaro de possível articulação para impeachment. Ainda de acordo com análise do Poder360, essa seria a motivação do presidente em querer acionar o Senado para investigar Barroso e também o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que autorizou prisão do aliado Roberto Jefferson, presidente do PTB, na sexta-feira, 13.

O encontro com Mourão não consta na agenda oficial e foi revelado pelo Estadão.

Para o Planalto, Mourão agiu politicamente.