Renner sofre ataque cibernético e criminosos pedem US$ 1 bilhão

A Renner informou nesta quinta-feira, 18, ter sido alvo de ataque cibernético e que acionou protocolo de segurança para bloquear ataque ao seu sistema para minimizar eventuais impactos. Até o início da manhã desta sexta o site da empresa continuava fora do ar e informações extraoficiais dão conta que o resgate pedido em criptomoedas para a devolução do sistema chega a US$ 1 bilhão. ‘Neste momento, a companhia atua de forma diligente e com foco para mitigar os efeitos causados, com a maior parte das operações já restabelecidas e tendo sido verificado que os principais bancos de dados permanecem preservados’, informou a companhia em comunicado ao mercado.

Ainda de acordo com a companhia, as atividades nas lojas físicas não foram interrompidas.

Não foi divulgado que tipo de prejuízo a ação criminosa causou, mas especialistas apontam graves danos já que o site está há mais de 12 horas fora do ar, sem possibilidade de efetuar nenhuma compra online, o canal mais forte de vendas da empresa durante a pandemia.