Connect with us

Piumhi

Reflexão de Joysson Almada, natural de Capitólio, na Biblioteca Nacional: ‘O Amanhecer de um Novo Século’

Published

on

O Amanhecer de um Novo Século
(2001-2100)

por Joysson Almada

Você é Humano, Eu sou Água (Alerta de Advertência)

O ingresso no novo milênio vem acompanhado de uma nova fase crítica sob o impacto de várias ocorrências terríveis de manifestações da natureza em proporções gigantescas, avançando sobre todos os ecossistemas e, as suas causas e consequências são as mais variadas. 

Apesar de ter sido rebelada em várias ocasiões de maneira bastante radical, a natureza deixa evidente a urgência de mudanças necessárias na relação entre o ser humano e o meio ambiente para um futuro promissor.

Impossível esconder a verdade. A natureza e seus recursos estão sendo usados de forma desordenada. As ações predatórias do homem estão destruindo e diminuindo as condições de vida de todos os seres vivos.

O que os antepassados temiam – a fome e a miséria – começam a ser substituídos pelo pavor da dependência de vários fatores e da semelhança com todas as formas de vida, excepcionalmente, a espécie humana.

Você sabia…
… Parece surpreendente afirmar, mas o mundo está iminente a enfrentar uma crise: a disputa pela minha posse.

… O impacto do veloz crescimento da população, a industrialização e as incertezas geradas pelas mudanças climáticas, as catástrofes naturais e,
a minha escassez pode ser o principal foco de tensão e conflitos, dentro de um modelo de sociedade que optamos, vinculados ao consumo e ao capitalismo.

… Não é difícil perceber que o futuro de boa parte da população mundial pode ser comprometido pelo meu desaparecimento.

… Dentre todos os dilemas, o do 3° milênio, é o mais doloroso.
Não só aflige o próprio destino do planeta como o da espécie humana.

Independente de todos os acontecimentos, é preciso…
… que o homem não venha a ignorar as minhas reservas que estão se esgotando, enquanto a demanda progride em uma velocidade irrefreável e tão assustadora.

… que a atenção humana seja indispensável para a minha trajetória, no âmbito de criar propostas flexíveis e coerentes e/ou projetos alternativos que visem a tornar o planeta – antes que entre em colapso – um expositor que não envolva riscos ambientais.

Tenho sido, atualmente, tema de debates na aldeia global. Minha escassez é um assunto de destaque em várias pesquisas e nos mais diversos meios de comunicação, para que eu não venha a faltar no próximo século. O ser humano, porém, parece não compreender a importância daquilo que lhe é concedido de modo simples e facilitado.

Sabe-se que ao longo da história da humanidade, descobriu-se várias formas de substituir alguns recursos naturais, como o petróleo e o ferro. Contudo, por mais criativo que seja o ser humano, jamais encontrará o que possa me substituir.

Apesar de estar mal distribuída, sou a fonte de riqueza natural com maior índice de abastecimento, em cuja exuberância causa uma falsa sensação de recurso inesgotável e, ao mesmo tempo, a mais ameaçada pelas ações inadequadas do homem.

É evidente que a derrubada de árvores, a destruição de margens de rios, as agressões às fontes de superfície e subterrâneas, as práticas agrícolas sem controle, bem como, os despejos de esgotos e as mais variadas espécies de resíduos químicos, não tratados adequadamente, são alguns dos fatores mais agravantes que ameaçam e provocam a escassez, a poluição e a contaminação que venho a sofrer.

Em péssimas condições, sou protagonista para problemas de recursos necessários para a manutenção da vida. Diante disso, o meio ambiente e a saúde humana correm perigos. 

A minha qualidade se tornou uma questão mundial e está piorando em várias regiões do planeta. Indícios mostram que a variedade de espécies e de ecossistemas vinculados a mim requer um ambiente favorável para estar em atividade.

Quase todos os acidentes naturais são imprevisíveis e estão associados a mim. Muitos deles, em escala progressiva são decorrentes do uso inoportuno do solo e do desmatamento que levam à destruição de fontes naturais.

Certamente, qualquer pesquisa ou estudo, hoje, irão ressaltar que as alterações climáticas e a minha escassez tendem ampliar este horizonte. 

O alerta de advertência já foi acionado pela natureza de que algo muito grave está acontecendo e, antes que o processo se torne irreversível,
é preciso conscientizar e mobilizar a todos, por meio de ações de educação ambiental, aliadas a propostas de conservação e paisagismo que estimule a atuação do homem na mudança do clima e o meio ambiente.

Não existe nenhum sinal de vida na Terra que não tenha relação comigo e a natureza. O ser humano tem hoje a liberdade e o privilégio de mergulhar na minha abundância. Mas é preciso tomar consciência da gravidade dos problemas ambientais e tomar uma atitude sustentável, que deflagre ações valiosas, implementadas de medidas funcionais, capazes de levar as próximas gerações a usufruir dos abundantes recursos naturais.

Independente de todos os acontecimentos, é preciso saber lidar com o crescimento da disputa global para uma boa gestão dos meios disponíveis.

A prioridade é a conscientização de soluções imediatas…
… para a descoberta de uma alternativa de equilíbrio que desacelere essa prática inadmissível, irreconhecível e dolorosa que é a degradação ambiental experimentada pelas ações humanas.

… para que a mudança de padrões e critérios possa a ser o grande desafio para a futura geração na busca de novos horizontes e, cabendo a ela adaptar-se a uma nova consciência, com a missão de representar um modelo de sistema vivo, inserido num contexto envolvendo inúmeros agentes de interesses, capazes de mobilizar meios para agregar vantagens que levem a resultados satisfatórios.

E por fim,…
… para que o ser humano, neste novo século, possa mudar essa realidade e, para sua sede, ele não venha apenas a me consumir, mas a entender o papel vital que tenho no desenvolvimento e na segurança humana e o quanto represento para a sua sobrevivência e toda a vida existente neste planeta. 

Acorda! O Planeta tem Sede! Ainda há Tempo! O Momento é Agora!
Favoreça o Desenvolvimento da Vida!  Pense nisso! 

“Sou o maior bem precioso natural, porém, não mais inesgotável.”

Você  é  Humano…  Eu  sou Vida…  Eu  sou  ÁGUA.

  • Internet: Convido vc a assistir ao vídeo Secret Garden – Dawn of a New Century
    TEXTO registrado pelo Autor na BIBLIOTECA NACIONAL do Rio de Janeiro.

Jornalista e editor dos sites Da Redação, Front Pages News e Cura Plena. Escritor do 'Museu da Notícia' e 'Quer um conselho?'.

Continuar Leitura
Advertisement
Advertisement

Mais vistas