Prefeitura de BH inclui opções vegetarianas na merenda escolar e restaurantes populares

Prefeitura de BH inclui opções vegetarianas na merenda escolar e restaurantes populares

(Foto: Rodrigo Clemente)

A Prefeitura de Belo Horizonte se comprometeu a reforçar a qualidade nutricional e incluir opções vegetarianas na merenda das escolas municipais e nos restaurantes populares. O anúncio foi feito na mesa de abertura do 1º Seminário Internacional e 3º Seminário Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, coordenado pela Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania, nesta quinta-feira, dia 31, na sede do executivo municipal. 

 As secretárias municipais de Educação, Ângela Dalben, e de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania, Maíra Colares, assinaram um termo de compromisso e cooperação técnica que vai garantir mais essa opção no cardápio das escolas. “Nós já temos um cardápio variado e que atende as necessidades dos nossos alunos, inclusive em casos específicos, como intolerância ou alergia a determinados alimentos. Temos dietas especiais para crianças com intolerância a glúten, lactose e outras. Agora assinamos esse termo de compromisso para reforçar o poder nutritivo da merenda escolar com mais opções vegetarianas”, pontuou a secretária de Educação.

No ato da assinatura, Ângela Dalben ressaltou a importância da integração entre as secretarias. “A integração entre as secretarias é um diferencial importante que permite o trabalho conjunto em prol da população. No caso da Educação, temos que lembrar que educar é ensinar para a vida e por isso temos que ter cuidado com nossas crianças em todos os aspectos, inclusive com uma alimentação saudável”, afirmou, agradecendo a parceria com o Programa Alimentação Consciente Brasil, da Organização Não Governamental Mercy For Animals.

A iniciativa garantirá que mais de 222 mil alunos tenham acesso à maior variedade possível de verduras, legumes, grãos e frutas em seus pratos. O compromisso não retira a proteína animal do cardápio, como as refeições com carnes. Inclui, contudo, em algumas refeições, opções vegetarianas saborosas e nutritivas. O consumo da proteína animal será, então, otimizado nos cardápios, que são planejados por nutricionistas.

 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

O compromisso ajudará Belo Horizonte a alcançar cinco dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, um dos compromissos que a cidade assumiu por ser signatária do Pacto de Milão. Devido ao seu pioneirismo, Belo Horizonte também recebeu o Selo Internacional de Liderança em Saúde e Sustentabilidade.

De acordo com a secretária municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania, Maíra Colares, é um grande avanço para a política de Segurança Alimentar e Nutricional contar com o apoio do Programa Alimentação Consciente Brasil, que tem proporcionado um rico diálogo sobre nutrição e sustentabilidade.

“Belo Horizonte já é referência quando falamos em programas de alimentação e nutrição, mas o conhecimento nesse campo não é estático, os novos hábitos alimentares das famílias e a nossa responsabilidade enquanto consumidores são pautas a que devemos sempre estar atentos. A inclusão de mais grãos, verduras e legumes, com o suporte da equipe técnica e de consultores da Mercy, será mais um passo importante para qualificar nossos serviços”, salientou a secretária Maíra Colares.

“Estamos muito felizes por firmarmos esse pacto com Belo Horizonte. Temos expectativa de que muitas outras grandes cidades do Brasil façam o mesmo, pois, como as estimativas mostram, essa é uma forma eficiente de cuidar da saúde de nossas crianças e do meio ambiente, e que está ao alcance de todas as prefeituras do país”, ressaltou a diretora executiva da Mercy for Animals no Brasil, Sandra Lopes.

Outras ações 

A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania, assinou a autorização para a abertura de credenciamento, habilitação, seleção e licenciamento de agricultoras e agricultores urbanos residentes no município de Belo Horizonte, região metropolitana e colar metropolitano, para a implantação da Feira da Agricultura Urbana e do circuito curto de comercialização. 

Foi assinada, ainda, pela Secretaria de Assistência Social, pela Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) e pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, a portaria conjunta para implantação e manutenção do Centro de Agroecologia e Educação Ambiental para Resíduos Orgânicos (CEMAR).