Piumhi recebe quatro refugiados cubanos: recomeço a 6,2 mil km de casa

O Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Piumhi realiza o acolhimento e acompanhamento de quatro refugiados cubanos. Um recomeço a 6,2 mil quilômetros da terra natal. ‘Tem sido um desafio para nós. Questões que, às vezes, parecem estar tão longe da nossa realidade como no caso da imigração, refúgio, mas não! Estamos dando todo suporte e dedicação para ajudá-los’, conta Delba Helene Cunha Silva, coordenadora do CRAS.

É considerado refugiado quem sofre algum tipo de perseguição e acaba deixando o seu país.

Embora Cuba realize nos últimos anos uma abertura econômica, o país é um dos poucos ainda em regime socialista e persegue seus críticos.