Connect with us

Política

PF diz que vídeo íntimo atribuído a Doria seria autêntico

Published

on

Gravação de um vídeo íntimo atribuído ao governador João Doria (PSDB), que viralizou durante a campanha de 2018, voltou ao noticiário nesta terça-feira, 8: núcleo de criminalística da Superintendência da Polícia Federal em São Paulo diz que não existem sinais de adulteração. O tucano, em nota, afirma que PF decidiu ‘ressuscitar’ investigação ‘justamente quando se aproximam as próximas eleições presidenciais’, sendo uma tentativa de prejudicar pré-candidatura ao Palácio do Planalto.

De acordo com a revista Crusoé, uma das mulheres que participava da orgia prestou depoimento nesta terça-feira.

Ainda segundo a publicação, ela tem 41 anos e seria funcionário do gabinete de parlamentar aliado a Doria.

Jornalista e editor dos sites Da Redação, Front Pages News e Cura Plena. Escritor do 'Museu da Notícia' e 'Quer um conselho?'.

Continuar Leitura
Advertisement
Advertisement

Mais vistas