Pessoas tentam entrar em Capitólio escondidas em porta-malas e em táxi aéreo

O prefeito de Capitólio, Cristiano Gerardão, revela e critica as inúmeras tentativas de não residentes de burlar as barreiras sanitárias no município neste feriado de Páscoa: ‘Infelizmente ainda vemos em nosso país uma cultura muito forte do jeitinho brasileiro. Pessoas entrando em porta-malas, táxi aéreo, pessoas entrando de bicicletas por entradas secundárias. Essas pessoas só precisam saber que pra conseguir vaga de hospital não vai dar para dar um jeitinho’, desabafa.

O hospital regional que atende casos de alta complexidade para tratar a Covid, em Passos, está com as 50 UTIs ocupadas.

Pacientes de Capitólio inicialmente são atendidos pela Santa Casa de Piumhi, que também opera acima da capacidade.