Pazuello diz que vai distribuir mais vacinas que laboratórios vão entregar

Em reunião com governadores, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello diz que a pasta vai entregar ainda em fevereiro 11,3 milhões de doses da vacina contra o Coronavírus. Só que é o número é menor que o previsto dos laboratórios fornecedores, informa a Folha. Em cinco capitais a imunização teve que ser suspensa por falta de vacinas — e em outras seis, vai durar só até domingo, 21.

A Sputinik V, que pode ser a próxima a ser adotada pelo país para suprir a falta, ainda depende de fábricas na Coreia do Sul, na Índia e no Brasil para alcançar a vacinação plena.

A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) pediu formalmente a troca de Pazuello do comando do Ministério da Saúde.