Oposição articula para fortalecer movimento pró-impeachment

Os primeiros nomes da atualidade do PSDB, os governadores João Doria (SP) e Eduardo Leite (RS), apoiam processo de impeachment contra Jair Bolsonaro após declarações do presidente que ameaçam ruptura institucional em atos deste 7 de Setembro. O presidente nacional do partido, Bruno Araújo, anuncia convocação extraordinária para tratar a posição da sigla sobre o assunto para esta quarta-feira, 8.

São mais de 100 pedidos de impeachment parados na Câmara dos Deputados.

Outros partidos, nos bastidores, já se movimentam para tomarem atitude semelhante.