O vídeo mais contundente e desesperador da pandemia no Brasil

A maneira que a segunda onda da pandemia atingiu Manaus nos primeiros dias de 2021 é desesperador: primeiro a fila de carros funerários aos cemitérios e agora pacientes morrendo por falta de oxigênio nos hospitais da capital do Amazonas, o único estado que a Justiça determinou a suspensão das provas do Enem neste fim de semana. Aproximadamente 750 pacientes serão transferidos para outras capitais para evitar mais mortes em Manaus.

A situação de calamidade e colapso começa a chegar a médias e pequenas cidades brasileiras.

Não só faltam equipamentos e insumos, mas também profissionais, já saturados com jornadas de trabalho além das permitidas, vivendo uma enorme pressão diante de uma momento sem precedentes.