O ‘time’ perdido do auxílio emergencial e do abre-fecha do comércio

Diante da liberação do programa Minas Consciente, no momento em que, pelos números, a pandemia se mostra mais devastadora, de todo o comércio, ele não precisaria estar fechado em nenhum momento. Outro erro claro, mas esse perdoável pela sua imprevisibilidade da segunda onda, é o auxílio-emergencial nos primeiros meses da crise econômica provocada na diminuição da circulação de pessoas. Agora, quando o brasileiro mais tem impostos e a economia dá sinais mais claros de estrangulamento, não terá ajuda para o básico.

Inegavelmente esse erro no ‘time’ vai trazer mais do que esses dois anos de perdas de vida e de qualidade de vida.

A reação em cadeia da fragilidade da economia, da ansiedade e do humor do brasileiro mostra o seu segundo capítulo: a greve dos caminhoneiros.