Mês de agosto foi recorde na geração de emprego em Montes Claros

Mês de agosto foi recorde na geração de emprego em Montes Claros

ATTILIO FAGGI

Nesta quinta-feira, 25, o Ministério da Economia divulgou os dados mensais relativos ao mês de agosto do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), que é o registro permanente do Governo Federal de contratações e demissões de trabalhadores empregados sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Em agosto, em Montes Claros, houve um saldo nas contratações de nada menos do que 416 postos de trabalho, com 2.949 contratações e 2.533 demissões. Comparando-se com os outros meses de 2019, o mês de agosto foi recorde, seguido pelo mês de fevereiro, que teve saldo de 327 postos de trabalho.

Fazendo a comparação com o mesmo mês dos anos anteriores, agosto/2019 também foi recorde: em 2015, o mercado de trabalho diminuiu em 236 vagas; em agosto de 2016, -40; em 2017, -65; em 2018, o mercado se aqueceu e cresceu de tamanho, 179; e agora, expressivos 416 novos postos.

Ao mesmo tempo, os dados do CAGED relativos ao acumulado entre janeiro e agosto mostram que as empresas instaladas na maior cidade do Norte de Minas, Montes Claros, foram capazes de criar novas vagas com carteira assinada e os direitos trabalhistas assegurados. Foram 20.619 empregados admitidos e 19.970 demitidos, com saldo de 649 vagas.

As ocupações com maiores saldos, em agosto, foram: operador de telemarketing ativo e receptivo (259), operador polivalente de indústria têxtil (52), eletricista de instalações (32), assistente administrativo (25) e operador de telemarketing receptivo (25).