Médica Sabrina Nominato morreu quando o marido ainda estava em casa

De acordo com perícia, após 10 meses de investigação da morte da médica Sabrina Nominato Fernandes Villela, 37 anos, ela morreu em horário que o ex-marido da vítima, André Reis Villela, 41 anos, estava em casa. ‘Se Sabrina tivesse morrido depois que ele saiu, não haveria hipóstases em planos opostos e evidentes da forma como se apresentaram na necropsia’, aponta laudo, descartando morte por uso de antidepressivos e álcool, informa o Metrópoles.

Eles estavam casados há 6 anos e viviam no condomínio Mini Chácaras, no Altiplano Leste, em Brasília.

Em depoimento, André Reis afirmou que ela morreu horas depois de ter consumido muita bebida alcoólica em festa de aniversário.