Mãe e filho passam dois dias com corpo de dubladora

De acordo com a Polícia Civil, o economista Pedro Paulo Gonçalves, 27 anos, teve ajuda da mãe para ocultar o corpo da amiga Christiane Louise — eles se conheceram em uma clínica psiquiátrica há quatro anos e ele teria sido acolhido no apartamento da dubladora, em Ipanema, Zona Sul do Rio de Janeiro, em período de crises. Ainda segundo o inquérito, informa o G1, mãe e filho continuaram viver vida normal — inclusive saindo para beber — antes de ocultar o corpo em vegetação da Zona Oeste da capital.

O crime aconteceu próximo ao dia 20 de julho deste ano e teria motivação ‘patrimonial’: eles pretendiam se apossar dos bens da vítima de Christiane Louise, que chegou a fazer a voz da Margarida, da Disney.

O inquérito refuta defesa do economista, que foi preso nesta sexta-feira, de que agiu em legítima defesa contra dubladora. A mãe ainda não foi encontrada.