Justiça manda prender suspeita de encomendar morte do marido

Uma semana após ter a prisão revogada, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) mandou prender novamente a empresária Anne Cipriano Frigo, 46 anos, que é suspeita de encomendar a morte do marido de 42 anos, em 16 de junho deste ano. Frigo nega envolvimento na morte de Vitor Lúcio Jacinto, e diz que crime tem relação com disputa de dinheiro entre corretor e vítima.

O suspeito de ter cometido o crime, corretor de imóveis Calor Alex Ribeiro, teria recebido R$ 200 mil.

Jacinto foi morto com tiro no coração — o corpo estava na represa Guarapiranga.