Vale do Jequitinhonha: Procon-MG apreende 490 quilos de carnes e derivados em Medina

O Procon-MG, órgão integrante do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), apreendeu cerca de 490 quilos de carnes e derivados que estavam sendo comercializados em condições higiênico-sanitárias impróprias ao consumo em Medina, na região do Vale do Jequitinhonha. Além disso, houve a autuação e interdição de diversos estabelecimentos que estavam vendendo carnes sem alvará sanitário e sem observância de outras normas básicas de higiene sanitária.

A fiscalização, que teve o auxílio da Polícia Militar e da Vigilância Sanitária municipal,  foi realizada de 10 a 14 de setembro em todas as revendas varejistas de carnes e derivados da cidade e atendeu solicitação da Promotoria de Justiça local.

De acordo com informações da Promotoria de Justiça Única de Medina, os problemas que resultaram em interdição já foram regularizados por vários estabelecimentos. Mesmo assim, a Promotoria de Justiça instaurou processos administrativos com a finalidade de exigir a integral regularização desses comércios e de aplicar as sanções devidas, inclusive multas, conforme as irregularidades constatadas.

“A Promotoria de Justiça Única de Medina vem atuando intensamente no combate à revenda de produtos cárneos em desacordo com as prescrições sanitárias e de origem clandestina, em Medina, Comercinho e Itaobim, de forma a assegurar à população consumerista segurança alimentar e um consumo saudável”, informou o promotor de Justiça de Medina, Uilian Carlos Barbosa de Carvalho.