Hidroxicloroquina: parlamento francês ri de Bolsonaro e suspende voos do Brasil

O Parlamento da França foi a gargalhadas quando o primeiro-ministro Jean Castex mencionou a recomendação do presidente Jair Bolsonaro para uso da hidroxicloroquina no combate ao Coronavírus. ‘O Presidente da República [do Brasil] em 2020 aconselhou a prescrição de hidroxicloroquina. E gostaria de lembrar que o Brasil é o país que mais prescreveu [o medicamento]. Estamos vendo que a situação está piorando e por isso decidimos suspender todos os voos entre o Brasil e a França até novo aviso’.

‘Os senhores partem de uma observação estabelecida. A gravidade da situação no Brasil é cansativa. Eu lhes recordo, diante da representação nacional, que sofre uma situação absolutamente dramática, e a periculosidade da variante do mesmo nome que, efetivamente, apresenta dificuldades reais’.

No território francês 0,5% dos casos da pandemia são da variante brasileira P1.