Hang quer que motorista seja ouvido para ‘provar’ que Lula é ‘cachaceiro’

O empresário bolsonarista Luciano Hang, das Lojas Havan, está sendo processado pelo ex-presidente Lula em R$ 100 mil por supostamente ter patrocinado aeronave com a faixa ‘Lula cachaceiro devolve meu dinheiro’ em praias de Santa Catarina em 2019. A defesa de Hang quer que o motorista que fez transporte de ‘adega particular, composta por trinta e sete caixas de bebidas, em caminhão climatizado’ do Palácio da Alvorada, em Brasília, para São Bernardo do Campo (SP) seja ouvido.

‘Como o autor questiona a licitude da expressão ‘cachaceiro’ contida na faixa, a instrução deve abordar os hábitos do ex-presidente’.

Hang quer que Lula deponha presencialmente na na 2ª Vara Cível de Navegantes, em Santa Catarina.