Geddel tem negada prisão domiciliar e colapso com só 1%

Geddel tem negada prisão domiciliar e colapso com só 1%

O ex-ministro Geddel Vieira Lima – do bunker de R$ 51 milhões em dinheiro vivo – não conseguiu a prisão domiciliar embora faça parte do grupo de risco.

Estudo da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) aponta para colapso no sistema de saúde se apenas 1% da população se contaminar.

O que importa!

GEDDEL 🔴 Mesmo sendo do grupo de risco – acaba de completar 61 anos -, o STF negou ao ex-ministro prisão domiciliar. Foram encontrar R$ 51 milhões em espécie em seu bunker em 2017.

COLAPSO 🔴 Estudo da UFMG indica que se apenas 1% da população de cada microrregião do país for infectada, o sistema de saúde pública teria que operar acima de sua capacidade.

MÉDICOS 🔴 Processo seletivo em Uberaba (MG) está formando quadro de reserva, com vagas para o esquema de 12 horas por plantão, a R$ 1,2 mil e plano de saúde.

CRISE 🔴 Ela é inevitável e já era realidade para milhões antes do Coronavírus. Mas existe a faixa que possui reservas para alguns meses – e para onde esse dinheiro vai fará toda a diferença para a economia do país.

FORD 🔴 Clientes no período de revisão do veículo ‘não precisam se preocupar com a perda do prazo de garantia’. Contagem do tempo voltará só quando o Brasil voltar à normalidade.

R$ 20 BI 🔴 Esse foi o montante movimentado pelo Turismo em Minas Gerais no ano passado por 28 milhões de viajantes. É mais que a própria população do Estado.

DOMICILIAR 🔴 A visita de agentes de Saúde e combate a endemias em Contagem (MG) está suspensa em Justiça para evitar transmissão do novo Coronavírus.

SEMANA SANTA 🔴 Celebrações nos 79 municípios da Arquidiocese de Mariana (MG) estão suspensas. As procissões estão programadas para dias 14 e 15 de setembro. 

DADOS 🔴 O setor de Tecnologia da Informação nunca foi tão requisito. Informações organizadas podem salvar muitas vidas no combate ao novo Coronavírus.

30 DE JUNHO 🔴 Pelo menos até essa data o Governo de São Paulo prevê entrega de marmitex e lanches para caminhoneiros que trafegam pelas principais rodovias do Estado.