FORMIGA EM COLAPSO: morte de criança e requisição de insumos privados

O ponto mais alto da pandemia em Formiga poderia ser a triste marca de 103 mortos até o momento — inclusive com o óbito de uma criança de 7 anos —, mas o sinal mais claro do colapso de Saúde vivido pelo município é a corrida na noite desta sexta-feira para recolher na rede privada equipamentos, medicamentos e insumos. De acordo com o portal Últimas Notícias, o secretário de Saúde, Leandro Pimentel, munido de requisição oficial, retirou do Hospital Dia de Formiga — Centro Oftalmológico um monitor multiparâmetro, cama hospitalar, sedativos e bloqueadores neuromusculares.

São 2,7 mil casos ativos e 95 internados: o município já testou 1/3 da população.

Um hospital de campanha em ginásio esportivo abriga 30 leitos clínicos.