Formiga confirma casos de leishmaniose em humanos

Em comunicado na tarde desta quarta-feira, 15, a Secretaria Municipal de Saúde de Formiga, no Centro-Oeste de Minas Gerais, alerta para registro de dois casos de leishmaniose visceral em humanos e um tegumentar (feridas na pele), além de 18 em cães. No caso dos animais, não há cura, apenas melhora nas condições do cão para evitar avanço da doença.

Para humanos, a transmissão acontece através de picada da fêmea do mosquito-palha. Profissional de Saúde deve ser procurado o mais rápido possível, pois doença pode levar à morte.

Entre as dicas da Prefeitura para a população, uso de repelentes, telas nas janelas e evitar nadar em rios e lagos perto de mata.