Eleições deste ano não terão biometria para evitar infecção

Eleições deste ano não terão biometria para evitar infecção

Seguindo recomendações de infectologistas, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não vai exigir a biometria no dia da votação das eleições municipais deste ano para evitar infecção pelo Coronavírus, já que o leitor de identificação não pode ser higienizado com frequência, além de provocar aglomerações, pois o procedimento é mais demorado que a assinatura do caderno de votações.

Grupos de riscos terão atendimento especial, embora a consultoria da Fiocruz e dos hospitais Sírio Libanês e Albert Einstein considerem cenário mais ameno de infecções no final do ano.

O primeiro turno vai ocorrer em 15 de novembro e, o segundo, em 29 de novembro.