Doria fala que ‘capricho’ de Bolsonaro impede vacina em janeiro

Com cronograma de vacinação em janeiro, o Estado de São Paulo sairá na frente do restante do Brasil. Pelo menos dois meses, de acordo com o cronograma do Ministério da Saúde. O governador João Doria aproveitou para alfinetar Bolsonaro, de que vidas poderia ser salvas se não existisse um ‘capricho’ do presidente, que é contra a vacina CoronaVac, produzida pela China.

Em tom dramático, Doria disse que todos conhecem alguém que morreu em decorrência da pandemia.

E que centenas de vidas poderiam ser salvas se a vacinação começasse em janeiro.