Dengue: infestação cai de 9,8% em janeiro para 1,8% em São Sebastião do Paraíso

Dengue: infestação cai de 9,8% em janeiro para 1,8% em São Sebastião do Paraíso

O terceiro Levantamento Rápido do Índice de Infestação do mosquito Aedes Aegypti (Liraa) em São Sebastião do Paraíso, realizado no período de 7 a 11 de outubro, apontou que a fase de alto risco para epidemia de dengue no município abaixou, com resultado 1,8%. No mesmo período do ano passado, o Liraa teve como resultado 4%, sendo que em janeiro de 2019 foi marcado o maior índice de infestação dos últimos dois anos que chegou a 9,3%.

Nesta ação os agentes de endemias visitam uma amostra aleatória dos imóveis no município onde são coletadas larvas em focos existentes. Uma diferença neste levantamento é que os bairros onde foram encontradas maior quantidade de focos com larvas do Aedes foram Mocoquinha, Lagoinha, Vila Formosa, Jardim Ouro Verde, Itamaraty e Parque Belvedere. Os depósitos onde mais foram encontrados focos são caixas d’água e tambores, principalmente em construções.

Foram notificados este ano, 2.005 casos suspeitos de dengue. Destes, 1.657 deram positivos, 169 negativos e o restante está aguardando fechamento. A Secretaria Municipal de Saúde reforma que todos devem ficar atentos neste período do ano por conta das altas temperaturas e chuvas esporádicas.