Crise provocada pela pandemia força produtores de queijo arrendar terra para plantio de café

O impacto da pandemia no queijo mineiro, especialmente o produzido na região de Piumhi, se tornou uma discussão nacional na coluna de Débora Ferreira, da editoria Paladar, do jornal O Estado de S. Paulo: ‘Um problema alarmante! Nas duas últimas semanas tive a notícia de quatro produtores de queijo de leite cru desistiram da atividade, especialmente na Canastra e em Araxá’. Diante da crise econômica provocada pela pandemia, ela aponta que muitos produtores da região estão preferindo arrendar as terras para a plantação de café. Para tentar alavancar a produção, Minas agora reduziu de 22 para 14 o período necessário de maturação do Queijo Minas Artesanal.

O impacto econômico financeiro para a região da Canastra após um ano de pandemia é inestimável, já que grandes centros que recebem semanalmente os produtos possuem inúmeras restrições de circulação de pessoas e abertura de comércio, além da venda ambulante.

A boa notícia neste início de abril é a determinação do governador sobre o tempo de maturação.