Compra de até 6 armas por CPF: derrota de Bolsonaro no STF

Pelo menos até sexta-feira, quando o tema vai a plenário, o presidente Jair Bolsonaro contabiliza mais uma derrota no Supremo Tribunal Federal (STF). A ministra Rosa Weber suspendeu trechos de decreto que facilita a compra e porte de armas. Seria possível, já a partir desta terça-feira, 13, comprar até 6 armas por pessoa que apresente uma simples declaração de necessidade.

Também estava vetada a permissão da prática de tiro desportivo a partir dos 14 anos de idade incompletos.

Escolas de tiro poderiam adquirir munições em quantidade ilimitada.