Com isolamento, ratos podem ficar mais agressivos com a falta de alimentos e expor população a doenças

Com isolamento, ratos podem ficar mais agressivos com a falta de alimentos e expor população a doenças

Com menos circulação de pessoas e menos restos de alimentos para consumir, os ratos podem ficar mais agressivos, alerta os Centros de Controle e Prevenção de Doença dos Estados Unidos.

Já há relatos na atividade de roedores em busca de novas fontes de alimentos, com comportamento incomuns e agressivos, relata o New York Post.

O alerta é de disseminação de doenças — como Arenavírus — com esse novo comportamento provocado pelo isolamento social em decorrência do Coronavírus.