Campanha de vacinação da Prefeitura de Poços de Caldas imuniza 260 animais

Campanha de vacinação da Prefeitura de Poços de Caldas imuniza 260 animais

A campanha de vacinação de bovinos promovida pela Prefeitura de Poços de Caldas, por meio das secretarias de Desenvolvimento Econômico e Trabalho e Saúde foi realizada de 1º a 29 de novembro e vacinou 269 animais de 52 produtores rurais diferentes.

A equipe de campo da Prefeitura – formada pelo técnico agrícola Joaquim Gonçalves da Silva Filho, pelo técnico agropecuário Carlos Eduardo Gonçalves e pela médica veterinária Juliana Borges Reis – é responsável pela campanha voltada para pequenos produtores, de acordo com o calendário nacional de vacinação contra febre aftosa, que acontece nos meses de maio e novembro.

Nesse mês, a campanha foi feita como reforço para os animais de zero a 24 meses e, na ocasião, também foi realizada a vacinação contra brucelose, raiva dos herbívoros e gangrena gasosa/carbúnculo sintomático, a popular “manqueira”.

Foram 52 produtores atendidos, 89 animais vacinados contra febre aftosa; 69 vacinados contra raiva dos herbívoros; 43 animais receberam vacina contra gangrena gasosa/carbúnculo sintomático e 68 animais vacinados contra brucelose.

A febre aftosa é transmitida de um animal para outro pelo contato com o líquido das aftas e pela saliva, leite e fezes de animais infectados. Pode ocorrer também transmissão pelo ar, podendo difundir a doença a grande distância. O principal efeito da aftosa é comercial, já que dificulta o comércio internacional de produtos, impactando a economia de todo o país. Por isso, a vacinação é obrigatória para todos os produtores.

Já a brucelose é provocada pela bactéria Brucella abortus e ataca bovinos, bubalinos, suínos, equinos, caprinos e ovinos. Pode ser transmitida aos seres humanos pelo consumo de leite e derivados do leite não pasteurizado. Nos bovinos, a brucelose causa aborto, morte de bezerros recém-nascidos, e nos machos, inflamação dos testículos. A vacinação contra a brucelose é obrigatória para as bezerras com idade entre 3 e 8 meses de idade, que devem ser marcadas com o número final do ano de vacinação.

A raiva é causada por um vírus que ataca o sistema nervoso de animais como bois, cabritos, porcos, cavalos, ovelhas, gatos e cães, podendo contaminar humanos. Para os bovinos, a doença geralmente é transmitida pela mordida de morcegos hematófagos. Os animais infectados apresentam tremores musculares, salivação intensa, falta de coordenação e paralisia.

O carbúnculo sintomático (“manqueira”) é causado por bactérias do gênero Clostridium, presentes no solo do pasto, na água e também em alimentos contaminados. Ataca geralmente bovinos jovens, entre 6 meses a 2 anos de idade, causando inflamação nos músculos, com alta mortalidade dos bezerros infectados, trazendo grandes prejuízos à pecuária.