Bolsonaro veta auxílio de R$ 1,2 mil para chefes de família

Bolsonaro veta auxílio de R$ 1,2 mil para chefes de família

O Governo não vai mais pagar o auxílio emergencial de R$ 600 em dobro para mães e pais que criam os filhos sozinhos. O argumento é que, por não ter estimativa no impacto orçamentário, a aprovação encontraria impedimento jurídico, segundo edição de hoje do Diário Oficial da União (DOU).

Carreata contra retomada das aulas presenciais em 8 de setembro ocorreu hoje na região do Pacaembu, em São Paulo.

O que importa!

AJUDA 🔴 Bolsonaro vetou o pagamento do auxílio emergencial em dobro, no valor de R$ 1,2 mil, a chefes de família.

EDUCAÇÃO 🔴 Professores da rede estadual realizaram hoje carreata na região central de São Paulo contra retomada de aulas presenciais em 8 de setembro.

CRISE 🔴 O Mercado Central de Belo Horizonte já registra fechamento de 30 lojas. A queda na circulação de pessoas é de 80%.

AVANÇO 🔴 Chapecó (SC) aumenta o valor da multa para furões do isolamento e amplia restrições em 15 dias.

ISOLAMENTO 🔴 Estão suspensas por pelo menos mais 30 dias as visitas a presídios federais.

CIRCULAÇÃO 🔴 O transporte intermunicipal em Alagoas retornou 50% da sua frota.

ALÍVIO 🔴 A taxa diária de R$ 27 de estadia nos pátios do Detran do Paraná está suspensa durante a pandemia.

ECONOMIA 🔴 A nota de R$ 200, com o personagem do lobo-guará, entrará em circulação no final de agosto.

ECONOMIA 2 🔴 Frigorífico da BRF, em Dourados (MS), foi vetado pela China. País já suspendeu a compra de carne de seis unidades brasileiras.

TURISMO 🔴 A cidade da América Latina mais desejada em maio e junho por usuários do site booking.com é Gramado, na serra Gaúcha.