Bolsonaro diz que medidas restritivas adotadas contra a pandemia são do ‘comunismo’

O presidente Jair Bolsonaro enquadra como ‘comunismo’ as medidas restritivas adotadas por Estados e municípios no combate à pandemia. ‘Hoje você está tendo uma amostra do que é o comunismo e quem são os protótipos de ditadores, aqueles que decretam proibição de cultos, toque de recolher, expropriação de imóveis, restrições a deslocamentos, etc’. A expropriação de imóveis não foi adotada em nenhum local.

Em gravação vazada pelo senador Jorge Kajuru (Cidadania), Bolsonaro pede CPI mais ampla, para também investigar governadores e prefeitos.

Ele chegou a questionar legalidade da divulgação da conversa, mas depois disse que ela poderia ser veiculada na íntegra.