Belo Horizonte suspende novamente as cirurgias eletivas

Belo Horizonte suspende novamente as cirurgias eletivas

Com o aumento do número de internações causadas pelo Coronavírus, Belo Horizonte voltou a suspender as cirurgias eletivas (que não tem urgência). Em ofício aos hospitais, o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado, recomenda também às instituições privadas, que os procedimentos sejam interrompidos até a melhora dos indicadores. ‘É para não impactar na assistência. Com a cirurgia eletiva o paciente vai precisar ficar internado, muitas vezes no CTI e nesse momento agora, com o aumento dos casos isso pode impactar na assistência’, explica ao O TEMPO o infectologista Unaí Tupinambás.

Durante toda a semana passada, a taxa de transmissão do infectado na capital mineira ficou acima de 1.

O município já passou os 52 mil casos confirmações, com 1.610 mortos.