Após negativa, Kalil é intimado pelo STF a liberar celebrações religiosas

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), se nega a cumprir determinação do ministro Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), de liberar celebrações religiosas em todo território nacional. ‘Tendo em vista que foi amplamente noticiada na mídia a intenção do Sr. Prefeito do Município de Belo Horizonte, por meio de sua conta de twitter oficial, de não cumprir a decisão liminar deferida nestes autos, e manifestação da Advocacia Geral da União dando notícia dos mesmos fatos, intime-se a referida autoridade para ciência e imediato cumprimento daquela decisão, devendo esclarecer, no prazo de 24 horas, as providências tomadas, sob pena de responsabilização, inclusive no âmbito criminal, nos termos da lei’.

Kalil afirmou que ‘o que vale é o decreto do prefeito’.

A Polícia Federal em Minas Gerais também foi acionada para cumprir a determinação.