urina preta

Após comer peixe, veterinária morre com ‘doença da urina preta’

Morreu a médica veterinária Pryscilla Andrade, de 31 anos, internada desde 18 de fevereiro com diagnóstico de Síndrome de Haff, popularmente conhecida como ‘doença da urina preta’, após comer um peixe da espécie arabaiana. A toxina presente no peixe compromete, entre outros órgãos, músculos e rins. A irmã Flávia Andrade, de 36 anos, também teve que ser hospitalizada, mas já recebeu alta.

O peixe foi comprado, informa o UOL, de um pescador no bairro do Pina, zona Sul de Recife.

Pryscilla chegou a publicar na semana passada que já estava conseguindo mexer braços e pernas.