Apenas uma capital será governada por mulher

Somente Palmas (TO) teve uma mulher vencedora das eleições deste ano: Cinthia Ribeiro (PSDB), que venceu já no primeiro turno. Em Porto Alegre, a candidata a vice-presidente na chapa de Fernando Haddad (PT) em 2018, Manuela D’ávila (PC do B) foi derrotada por Sebastião Melo (MDB). Em Recife, vitória de João Campos (PSB), filho do ex-governador Eduardo Campos, sobre a prima de segundo grau, Marília Arraes (PT).

Em Minas Gerais, duas mulheres eleitas neste segundo turno: Marília (PT) em Contagem e Elisa Araújo (SD), em Uberaba.

Essa é a terceira eleição que, no mínimo, 30% das candidaturas precisam ser do sexo feminino.