Connect with us

Política

A saída de Bolsonaro para não ser pego na lei eleitoral

Published

on

Para driblar lei eleitoral, o Governo Bolsonaro pretende decretar estado de emergência para conseguir viabilizar auxílio-caminhoneiro, uma forma de blindar o candidato à reeleição a menos de quatro meses das urnas, informa a Folha. Mesmo com a CPI da Petrobras podendo pressionar para a queda de preço dos combustíveis, ela pode se tornar uma realidade somente depois de outubro.

O estado de emergência seria feito através de uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição).

Os beneficiários, cerca de 900 mil, seriam caminhoneiros autônomos em atividade neste ano.

Jornalista e editor dos sites Da Redação, Front Pages News e Cura Plena. Escritor do 'Museu da Notícia' e 'Quer um conselho?'.

Continuar Leitura
Advertisement
Advertisement

Mais vistas