Taxas futuras de juros oscilam perto da estabilidade, alinhadas ao dólar

Os juros futuro oscilam perto da estabilidade na primeira hora de negociação desta segunda-feira, 30, alternando pequenos movimentos de alta e baixa, alinhados ao dólar, que também ronda o patamar de fechamento de sexta-feira. No exterior, as taxas dos Treasuries, títulos do Tesouro dos Estados Unidos, mostram avanço em todos os vencimentos, num sinal de menor busca por ativos defensivos.

De acordo com o boletim Focus, do Banco Central, a previsão para a taxa Selic em 2019 foi reduzida de 5,00% para 4,75% ao ano. Para 2020, o mercado manteve a perspectiva de 5,00%.

Às 9h57, a taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para janeiro de 2021 estava em 4,950%, ante 4,959% no ajuste de sexta-feira. O vencimento para janeiro de 2023 marcava 6,04%, de 6,061% no ajuste anterior, enquanto o DI para janeiro de 2025 exibia 6,64%, contra 6,661% no ajuste de sexta-feira.