Padre chama Bolsonaro de ‘bandido’ e fala que eleitores precisam confessar

Padre chama Bolsonaro de ‘bandido’ e fala que eleitores precisam confessar

Nas últimas horas, um dos vídeos mais compartilhados nas redes sociais é um trecho da celebração do padre Edson Adélio Tagliaferro, em celebração na Igreja Matriz Nossa Senhora das Dores, em Artur Nogueira (SP), na quinta-feira, 2. Ele chamou o presidente Bolsonaro de ‘bandido’ e que seus eleitores precisam confessar.

‘Se a gente está vendo, por exemplo, que o governo não presta, o padre não pode falar que o governo não presta porque o povo não quer ouvir isso? Um país que já chegou a 60 mil mortos pela pandemia, e não temos um ministro da Saúde. Vocês querem que eu fale o quê? Aquilo que todos falam, ‘ah, ele não trabalha porque não deixam ele trabalhar’. Não! É porque ele não presta. Bolsonaro não vale nada! E quem votou nele devia se confessar, pedir perdão a Deus pelo pecado que cometeu, porque elegeu um bandido para pôr de presidente’, afirmou.

Ele dedicou a celebração às vítimas do Coronavírus no Brasil.